São Marcos, 25 de Abril

São Marcos, 25 de Abril

Celebramos com muita alegria a vida de santidade de um dos quatro Evangelistas: São Marcos. Era judeu de origem e de uma família tão cristã que sempre acolheu aos primeiros cristãos em sua casa: “Ele se orientou e dirigiu-se para a casa de Maria, mãe de João, chamado Marcos; estava lá uma numerosíssima assembleia a orar” (Atos 12,12). A tradição nos leva a crer que na casa de São Marcos teria acontecido a Santa Ceia celebrada por Jesus, assim como dia de Pentecostes, onde “inaugurou” a Igreja Católica. Encontramos na Bíblia que o santo de hoje acompanhou inicialmente São Barnabé e São Paulo em viagens apostólicas, e depois São Pedro em Roma. São Marcos na Igreja primitiva fez um lindo trabalho missionário, que não teve fim diante da prisão e morte dos amigos São Pedro e São Paulo. Por isso, evangelizou no poder do Espírito Alexandria, Egito e Chipre, lugar onde fundou comunidades. Ficou conhecido principalmente por ter sido agraciado com o carisma da inspiração e vivência comunitária, que deram origem ao Evangelho querigmático de Jesus Cristo segundo Marcos. São Marcos, rogai por...
Jubileu de 300 anos de Nossa Senhora Aparecida

Jubileu de 300 anos de Nossa Senhora Aparecida

A imagem milagrosa de Nossa Senhora Aparecida foi encontrada no rio Paraíba do Sul no ano de 1717. Portanto, em 2017 a aparição da imagem completará 300 anos. Em comemoração à data, o Santuário Nacional de Aparecida promove o Jubileu “300 anos de bênçãos”, com uma programação devocional e obras de fé que vão nos preparar para o grandioso tricentenário. Imagens peregrinas estão sendo enviadas a diversas arqui(dioceses) e Missionários Redentoristas levarão a cada capital do país uma imagem fac símile da Padroeira. Durante a peregrinação, serão colhidos porções de terra das capitais brasileiras para compor uma coroa especial para Nossa Senhora Aparecida. Será inaugurado o Campanário do Santuário Nacional – sinos fabricados na Holanda especialmente para esta obra projetada por Oscar Niemeyer. A gradiosa Cúpula da Basílica também será inaugurada no ano jubilar. O dia 12 de outubro de 2016 marcará a abertura do Ano Jubilar em comemoração aos 300 anos. Sobre o selo: Para marcar os eventos relacionados ao Jubileu, foi criado um Selo Comemorativo. Na composição do selo, estão elementos que fazem referência à religiosidade brasileira: a cruz, recordando o centro de nossa fé; o barco, recordando a pesca milagrosa; e a imagem da Senhora Aparecida. O primeiro material a receber o selo foi o livro ‘Aparecida’, do fotógrafo Fábio Colombini. O livro retrata as expressões de fé e a arte sacra no Santuário Nacional e foi lançado, oficialmente, em 18 de agosto de 2013.   Histórico: No ano de 1717, três pescadores, levados por necessidades históricas e econômicas, saíram a pescar, numa época escassa de peixes. Por ação misteriosa de Deus, chegando ao “Porto de Itaguassu”, a...

CNBB divulga subsídios para o Mês da Bíblia 2016

Com o tema “Para que n´Ele nossos povos tenham vida” e o lema “Praticar a justiça, amar a misericórdia e caminhar com Deus”, o Mês da Bíblia 2016 traz como proposta de estudo o livro do profeta Miqueias. Buscando auxiliar às comunidades, paróquias e dioceses, a Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética da CNBB apresenta dois subsídios para esta celebração. O Texto-Base aborda, de forma explicativa, o tema e lema. Está organizado em seis capítulos. Já o roteiro de “Encontro Bíblicos” oferece cinco celebrações para a vivência em grupo, além de sugestões de cantos litúrgicos. Vivência da Palavra Criado na década de 1970, com a finalidade de instruir os fiéis sobre a Palavra de Deus, o Mês da Bíblia é celebrado, no Brasil, em setembro. Para o arcebispo de Curitiba (PR) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética da CNBB, dom José Antônio Peruzzo, o Mês da Bíblia na Igreja no Brasil tornou-se espaço de vivência e experiência de fé nas paróquias. “Graças ao bom Deus, a cada ano vemos crescer nas comunidades de fé o gosto e o sadio anseio por conhecer a Palavra de Deus. Não é apenas curiosidade; não apenas desejo de melhor saber e mais conhecer temas sobre religião. Muito mais, há no coração de nossa gente um secreto desejo de sentido e de esperança. Há uma busca sincera e singela de experiências de fé. Nosso povo quer sentir a proximidade de Deus”, diz. Dom Peruzzo recorda, ainda, a importância da vivência da Palavra de Deus na vida em comunidade e na família. “Nosso país precisa de novas experiências de profetismo....
De Cracóvia para a Cidade do Panamá

De Cracóvia para a Cidade do Panamá

A sede da próxima JMJ foi anunciada hoje pelo Papa Francisco ao final da Missa de Envio no Campus Misericordiae Saímos de Cracóvia na Polônia, conhecida como a terra dos Santos, e vamos rumo à Cidade do Panamá, a capital do país mais católico da América Central em porcentagem. Segundo pesquisa do Pew Research Center, a cada 10 panamenhos, 8 são católicos, resultando em 2,6 milhões de fiéis em todo país. O presidente do Panamá, Juan Carlos Varela, esteve presente na cerimônia em que o Papa Francisco anunciou o destino da próxima Jornada e comemorou, assim como todos os peregrinos e voluntários do mesmo país. Ana Cecília de Ruiz, panamenha voluntária em Cracóvia, afirma que todos serão muito bem vindos. “Será uma grande oportunidade para um país pequeno receber tanta gente. Sempre tivemos grande participação nas jornadas mundiais, então se Deus quer assim, assim será”, declara animada. Encerra-se então a JMJ Cracóvia 2016 e inicia-se a Jornada Mundial da Juventude Panamá 2019. Até lá!   Taís da Silva...
Publicada a Exortação Apostólica “Amoris Laetitia”

Publicada a Exortação Apostólica “Amoris Laetitia”

Recolhemos um resumo da Exortação Apostólica “Amoris Laetitia” sobre o amor humano, publicada hoje. O Prelado do Opus Dei pediu “que todos saibamos acompanhar mais e melhor às famílias”. Com a publicação deste documento, o Prelado do Opus Dei, Mons. Javier Echevarría, manifestou hoje seu desejo “de que todos os fiéis e amigos da Prelazia acompanhem nestes dias o Papa Francisco com abundantes orações por sua pessoa e intenções, de modo que todos saibamos – com a ajuda do Espírito Santo – acompanhar mais e melhor às famílias”. “Amoris Laetitia” (“A alegria do amor”), a Exortação apostólica pós-sinodal “sobre o amor na família”, datada não por acaso de 19 de março, Solenidade de S. José, recolhe os resultados de dois Sínodos sobre a família convocados pelo Papa Francisco em 2014 e 2015, cujas Relações conclusivas são abundantemente citadas, juntamente com documentos e ensinamentos dos seus Predecessores e as numerosas catequeses sobre a família do próprio Papa Francisco. Contudo, como já sucedeu em outros documentos do magistério, o Papa recorre também a contributos de diversas Conferências episcopais de todo o mundo (Quênia, Austrália, Argentina…) e a citações de personalidades de relevo, como Martin Luther King ou Erich Fromm. Ressalta em particular uma citação do filme “A Festa de Babette”, que o Papa recorda para explicar o conceito de gratuidade. Premissa A Exortação apostólica chama a atenção pela sua amplitude e articulação. Está dividida em nove capítulos e mais de 300 parágrafos. Tem início com seteparágrafos introdutórios que evidenciam a plena consciência da complexidade do tema, que requer ser aprofundado. Afirma-se que as intervenções dos Padres no Sínodo constituíram um «precioso...