Catequese

Quando se fala em catequese, muitos pensam na catequese que prepara as crianças para a Primeira Comunhão.

Catequese hoje, não se resume apenas em “dar catecismo”. A catequese faz parte da ação evangelizadora da Igreja que envolve aqueles que aderem a Jesus Cristo.

Catequese é o ensinamento essencial da fé, não apenas da doutrina, como também da vida, levando a uma consciente e ativa participação do mistério litúrgico e irradiando uma ação apostólica.

Segundo a Exortação Apostólica “Catchesi Tradendae” de João Paulo II, a catequese é um processo de educação da fé em comunidade, é dinâmica, é sistemática e permanente.

A catequese é um processo de educação da fé.

  • Em comunidade- porque é algo que se vai realizando aos poucos, caminhando na comunidade, em busca de uma sociedade fraterna e justa.
  • A catequese é dinâmica – porque está sempre atenta às situações históricas e sociais da nossa realidade.
  • A catequese é sistemática – porque organiza uma programação para facilitar o conhecimento das verdades da fé, da Palavra de Deus e do magistério da Igreja.
  • A catequese é permanente porque passa por todas as etapas e por todas as faixas etárias.

A CATEQUESE É:

  • A missão primordial da Igreja, que nasce da fé e se desenvolve na catequese permanente.
  • Uma missão que enriquece a quem a desempenha. Quando catequizamos, nós somos os primeiros catequizados.
  • Um anúncio e um serviço para provocar um vivo contato com Jesus Cristo, nas dimensões pessoal e comunitária para uma vivência cristã levando a um compromisso.

O Documento “Catechesi Tradendae” (Exortação Apostólica de 1979) no nº 21 ensina-nos que a catequese tem como tarefa a iniciação cristã integral e sistemática na fé, aberta a todos os aspetos da vida cristã, motivando os catequizandos a aderirem a Jesus Cristo.

Catequese é diferente de evangelização, porque é o primeiro anúncio do evangelho e leva-nos à conversão.

A catequese tem como tarefa principal a iniciação global e sistemática da fé. Por meio da catequese é assimilada a doutrina e as verdades da fé que levam a um contato vivo com Cristo, tanto na dimensão pessoal como na dimensão da comunidade cristã. Não é algo improvisado, mas tem um programa completo, integral e aberto a todos os aspetos da vida cristã (CT21).

A CATEQUESE:

  • Leva à motivação para buscar o conhecimento do mistério de Cristo na sua profunda vivência de fraternidade e justiça;
  • Leva a uma iniciação na experiência religiosa, na oração e na vida sacramental;
  • Leva a uma iniciação no compromisso missionário da Igreja;
  • Leva ao crescimento da Igreja. A Igreja de amanhã depende da catequese de hoje. Por isso, a catequese deve preocupar-se continuamente não só em levar conhecimentos dos mistérios da fé, mas também em abrir os corações à conversão e à adesão:
  • A Jesus Cristo, o Salvador que anunciamos;
  • Ao homem, herdeiro do Reino de Deus;
  • À Igreja povo de Deus.

A catequese tem em conta as condições da pessoa: as suas preocupações, as esperanças e as necessidades. A partir do homem, a catequese motiva-nos para a vivência da sua fé integrada no dia-a-dia da sua vida cristã.

Os grandes problemas sociais que hoje as pessoas enfrentam exigem novas formas de catequizar. Por isso, é necessário dedicar-se à educação da fé para criar responsabilidades nas ações, respeitando a dignidade e os direitos humanos.